Estudantes de Canindé avaliam trânsito local

FOTO: ANTÔNIO CARLOS ALVES

Com levantamento de dados sobre número de veículos, habilitações e acidentes, os alunos querem fazer um alerta

Canindé Alunos do 1º ao 9º ano do Colégio Menino Jesus, neste Município, estão dando exemplo de como evitar a violência que se instalou no trânsito da região. Para isso, realizam desde o dia 18 e até o dia 25, um projeto voltado para identificação dos principais problemas existentes nas ruas e avenidas da cidade. Trata-se da Gincana Educativa para o Trânsito.

A imprudência entre os condutores de motocicletas é comum nas ruas de Canindé. A falta do uso do capacete está entre as principais infrações. A maioria dos acidentes registrados envolvem pessoas sobre duas rodas FOTO: ANTÔNIO CARLOS ALVES

Dois grupos intitulados vermelho e azul, formados por cinco professores e seis alunos, pesquisam o dia a dia do trânsito em Canindé para, no dia 25 de setembro, às 19h, participarem da gincana promovida pela direção do Colégio.

Eles vão mostrar à sociedade os casos que merecem cuidados das autoridades, durante evento no espaço cultural da Paróquia de São Francisco das Chagas Frei Venâncio Willke.

Eles conseguiram, junto à direção do Hospital Regional São Francisco, as estatísticas de 2011 e 2012 em relação aos atendimentos causados por acidentes. O que mais chama a atenção da pesquisa é o grande número de acidentes com motos. De 2011 até agora foram atendidos 2.145 pessoas vítimas de acidentes sobre duas rodas. Em relação aos demais veículos, foram 119 pacientes que deram entrada na instituição.

Outros dados preocupantes referem-se ao número de pessoas não habilitadas que utilizam veículos na cidade. Na pesquisa feita junto ao Departamento Nacional de Trânsito em Canindé, existem hoje 3.210 veículos e 10.002 motos com emplacamentos no órgão. Para esse grande número de carros e motos, somente 8.638 de condutores têm habilitação. O restante, 4.574, anda na ilegalidade.

Sem habilitação

Os alunos também levantaram dados sobre a situação do trânsito em todo o Estado do Ceará. “O número de motos no Estado cresce a cada dia. Isso não surpreende, pois se trata de um veículo de custo acessível, dimensões reduzidas, e com deslocamento ágil, elemento importante, sobretudo nas grandes cidades que sofrem com os corriqueiros engarrafamentos´´, observa a médica Celina Corte.

Segundo o Detran, há no Ceará 867.882 motos, sendo 675.662 no Interior e 192.210 na Capital. Apenas 158.116 motociclistas são habilitados. O caso gera preocupação, conforme avaliam os alunos que participam da gincana.

Para o diretor do Colégio Menino Jesus, Romeu Rocha de Oliveira, a entidade educacional, que foi fundada no dia 12 de abril de 1988, trabalha com uma metodologia social e interativa. “Como parte desta proposta, a escola vem desenvolvendo atividades sociais e culturais que levam a comunidade escolar a interagir na sociedade da qual estão inseridos e, consequentemente, vivenciar e solucionar as problemáticas peculiares ao meio´´, disse ele. “O grande objetivo da pesquisa desenvolvida pelos alunos é contribuir com a boa relação entre motoristas e pedestres e socializar as atividades sistemáticas educativas. Por isto, o Colégio Menino Jesus desenvolveu o projeto Gincana Educativa para o Trânsito”, explicou o coordenador da iniciativa, Joane Laurênio de Oliveira.

Amanhã, os alunos participarão de momentos de orientação do trânsito. Já na sexta-feira, eles vão às ruas para saber junto aos motoristas, pedestres e autoridades do setor como estar o trânsito de Canindé.

No sábado, eles participam de palestras nas salas de aula sobre o tema. No domingo, gravam depoimentos com a sociedade civil sobre o trânsito.

Mobilização

No Dia Nacional do Trânsito, 25, participam da grande gincana que irá mobilizar 236 profissionais de diversos setores que prestam serviços a região.

A ideia da campanha é estabelecer conexões entre o que se aprende sobre a educação no trânsito, na escola e o uso que se faz no cotidiano de pais e alunos. A constatação de que cerca de 1,3 milhão de pessoas morreu em 178 países em acidentes de trânsito, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), fez com que as autoridades federais, do Estado e do Município se unissem para pedir aos motoristas mais respeito às leis do trânsito. Segundo a OMS, a maioria dos acidentes foi provocada por erro humano.

A Campanha da Semana Nacional de Trânsito, que tem como tema “Juntos podemos salvar milhões de vidas”, está inserida na Década Mundial das ações para a segurança do trânsito, instituída no ano passado pela Organização das Nações Unidas.

O objetivo é reduzir pela metade os índices de mortes decorrentes de acidentes nas ruas e avenidas de todo o mundo, entre 2011 e 2020.

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários

Comentários

Mostre mais

Berg Pinheiro

Cearense nascido em Senado Pompeu no Ceará em 1988,foi radialista atualmente editor do Site Ceará Noticia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios