Corinthians derrota o Grêmio

3 a 1 e complicam Tricolor gaúcho

Comandados de Tite fazem 3 a 1 e complicam Tricolor gaúcho, que mirava a liderança. No returno, Corinthians atrapalhou os três primeiros colocados

O torcedor do Corinthians lota o Pacaembu, vê uma grande exibição do time contra um dos líderes do Campeonato Brasileiro e fica com um gosto estranho: dava para brigar pelo título nacional? A equipe de Tite parece querer se provar só contra os grandes. Foi isso que ela fez ao vencer o Grêmio por 3 a 1, neste sábado, de forma convincente e até arrasadora nos minutos iniciais – Ralf e Guilherme marcaram com apenas dez minutos de jogo. Parece que o campeão da América usa o Brasileirão só para “brincar” e atrapalhar os postulantes ao título nacional – e se preparar para o Mundial de Clubes, claro.

Mas que o gostinho do título fica, isso fica. Só no returno, diante dos três melhores times do Brasileiro, o Corinthians venceu Atlético-MG e Grêmio em casa e empatou com o Fluminense no Rio de Janeiro – no primeiro turno, tirou pontos do Vasco, outro integrante do G-4, em São Januário. Em compensação, o Timão perdeu para o ex-lanterna Figueirense, foi derrotado nos clássicos para Santos e São Paulo… E se tivesse vencido esses adversários? Como o “se” não entra em campo, os comandados de Tite chegaram aos 31 pontos, em nono lugar. Longe do rebaixamento, longe de brigar pela taça.

Já o Grêmio ficou sem o gostinho da liderança, que poderia ter saboreado por pelo menos uma noite. O Tricolor interrompeu uma série de cinco jogos sem derrotas, estacionou nos 44 pontos e perdeu a chance de alcançar o Fluminense na tabela – levaria vantagem por ter mais vitórias. Está em terceiro lugar.

O Corinthians volta a jogar na próxima quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), contra a Ponte Preta, mais uma vez no Pacaembu. Já o Grêmio recebe o Náutico no Olímpico, quinta-feira, às 21h.

Paulinho que se cuide…

O volante Paulinho está no Recife, bem longe do Pacaembu, servindo à seleção brasileira. Mas teve motivos para ficar com uma pulguinha, por menor que seja, atrás de orelha. Ele é titular incontestável do Corinthians, um dos melhores jogadores da equipe, mas viu seus concorrentes brilharem logo nos primeiros dez minutos de jogo. Candidatos a “novos Paulinhos”, Edenílson e Guilherme fizeram jus ao título: apareceram bem no ataque e construíram o placar a favor do Timão.

O Grêmio assustou no início, é verdade. Não está brigando pelo título à toa. O primeiro lance de perigo da partida foi em uma triangulação entre Elano, Kleber e Zé Roberto, que terminou em finalização do último para fora. O Gladiador só fez essa jogada e apagou. Zé foi o mais lúcido, sempre pelo meio e tentando encontrar um companheiro livre. Nada que tirasse a empolgação de cada corintiano que trocou as inúmeras opções da noite paulistana pelo Pacaembu.

Isso porque logo aos cinco minutos, a principal virtude dessa equipe de Tite apareceu: os volantes que entram como surpresa na área. Martínez começou pela direita, e Guilherme exigiu grande defesa de Marcelo Grohe, mas o rebote sobrou para Ralf. Acostumado a destruir jogadas, ele construiu um golaço de pé esquerdo, que nem é o bom, após drible seco em Fernando: 1 a 0 Timão.

A vantagem precoce fez o Corinthians abusar de outra virtude, o contra-ataque. Com os “Paulinhos genéricos” desfilando em campo, o segundo gol veio fácil, fácil, aos dez minutos. Edenílson fez o que quis com a defesa gremista e serviu a Guilherme, objeto de desejo antigo da diretoria alvinegra. O chute na saída de Marcelo Grohe comprovou que sua contratação foi certeira. Primeiro gol do volante pelo seu novo clube, e 2 a 0 no placar.

Vanderlei Luxemburgo se irritou com a apatia do Grêmio, e, aos 20 minutos, sacou o volante Souza para a entrada do meia Marquinhos. Os gaúchos ficaram mais com a bola nos pés, mas o meio-campo se embolou na tentativa de armar jogadas. Melhor para o goleiro Julio Cesar, que trabalhou pouco em sua volta ao time, melhor para Martínez e Romarinho, válvulas de escape corintianas em investidas perigosas. O time da casa só não aumentou o placar porque a dupla falhou na pontaria – algo que Tite já vinha cobrando em jogos anteriores.

Luxa muda jogo, mas não o resultado

Vanderlei Luxemburgo costuma ser ousado em suas mudanças. Quando tem a chance de liderar o campeonato, então, é capaz de se impor ainda mais. Ele deixou o Grêmio sem volantes ao tirar Fernando e lançar Marco Antônio, e injetou velocidade com Leandro na vaga de André Lima, que fez de tudo para ser expulso – perdido entre os zagueiros, fez muitas faltas duras e foi substituído por precaução.

Criativo, o Grêmio empurrou o Corinthians para a defesa e tentou compactar o jogo do meio para frente. O Timão se retraiu e apelou para a velha linha de impedimento. Mais uma vez, ela falhou. Aos 12 minutos, Pará cruzou na área e encontrou Marquinhos sozinho. Enquanto os defensores levantavam os braços pedindo impedimento, o meia encontrou Leandro sozinho na pequena área para completar: 2 a 1.

Muito recuado, o Timão deixou o jogo mais tenso. Acreditando no resultado e sem medo de atacar, o Grêmio continuou rodando a bola para buscar uma brecha na defesa rival. Tite confiou demais nos contra-ataques de Martínez, e ainda reclamou de um pênalti claro sobre Romarinho. O árbitro Marcelo de Lima Henrique nada marcou, e ainda se perdeu em outros lances durante a partida.

O Grêmio chegou a ter nove jogadores no ataque, mas a única chance real foi na bola parada de Elano, que acertou o ângulo esquerdo, mas viu Julio Cesar voar para fazer a defesa. A felicidade corintiana foi assegurada aos 45. Adilson recebeu pela esquerda e cruzou para trás. O garoto Giovanni recebeu, girou e bateu no ângulo, de direita. Um golaço. Mais um postulante ao título atrapalhado pelo Timão. Ao Tricolor, resta apenas tentar a recuperação na próxima rodada e torcer para o Fluminense não se distanciar tanto na liderança.

Fonte: GloboEsporte

Comentários

Comentários

Tags
Mostre mais

Berg Pinheiro

Cearense nascido em Senado Pompeu no Ceará em 1988,foi radialista atualmente editor do Site Ceará Noticia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios