PARAOLIMPÍADA – Cearense ganha 1º ouro para o Ceará

Maciel Sousa Santos

O brasileiro fez com que um jogo teoricamente difícil, na prática, se tornasse fácil, vencendo o chinês por 8 a 1

Londres. O cearense Maciel Sousa Santos conquistou a primeira medalha de ouro na história dos Jogos Paralímpicos para o Estado. Na final individual da bocha, classe BC2, o para-atleta, natural de Crateús, bateu o chinês Zhiqiang Yan com facilidade por 8 a 1 e ficou com o lugar mais alto do pódio em Londres.

Muito emocionado após ouvir o Hino Nacional no lugar mais alto do pódio, sobrou tempo para o crateuense realizar uma volta olímpica FOTO: DIVULGAÇÃO

Quando foi informado pela reportagem que sua conquista representava a primeira medalha dourada do esporte paralímpico cearense, Maciel se mostrou surpreso: “eu estou sabendo disso agora”, afirmou o competidor de 27 anos, que desde os dois mora em São Paulo. “Essa medalha também é para eles, para todos os cearenses”, completou.

Na partida, exatamente como nas semifinais, quando derrotou um outro chinês (Kai Zhong, na sexta-feira, 7, por 7 a 1), o brasileiro fez com que um jogo teoricamente difícil, na prática, se tornasse fácil.

Com jogadas de pura sutileza e paciência, Maciel soube minar a contrastante força apresentada pelo oponente e já abriu um 5 a 0 logo nas duas primeiras parciais. A partir dali, era só administrar a vantagem e esperar pelo ouro nas últimas duas partes do jogo. Muito emocionado após ouvir o Hino Nacional brasileiro no lugar mais alto do pódio, sobrou tempo para o crateuense realizar uma volta olímpica pelo Excel Arena, sede da modalidade nos Jogos de Londres.

“Essa vitória é o fruto de um trabalho muito árduo que tenho realizado por muito tempo. Quando estava ouvindo o hino, como num filme na minha cabeça, lembrei de tudo o que já se passou na minha carreira, desde o início, quando comecei a jogar bocha”, finalizou. No lançamento de dardo, a brasileira Shirlene Coelho ganhou o ouro com direito a recorde mundial. Foi assim que começou para o Brasil o último dia de competições no Estádio Olímpico de Londres.

Shirlene, prata em Pequim 2008, cravou 37,86m logo em sua primeira tentativa no Lançamento de Dardo F37/38, fazendo a melhor marca da prova e garantindo o sexto ouro brasileiro no Atletismo. A marca anterior também era dela, com 35,95m, conquistada na China.

Superou marca

Com a medalha de Maciel Sousa Santos o Brasil alcançou a 17ª medalha de ouro do Brasil em Londres, superando a campanha de Pequim, que era melhor da história até agora. Também na Bocha Eliseu dos Santos ganhou a medalha de bronze.

EDITOR DO JOGADA
PERY NEGREIROS

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários

Comentários

Tags
Mostre mais

Berg Pinheiro

Cearense nascido em Senado Pompeu no Ceará em 1988,foi radialista atualmente editor do Site Ceará Noticia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios