PM envia reforço para 13 cidades do Interior

Supostos atentados, ameaças e clima de tensão levaram a PM a antecipar a ida de tropa extra para os Municípios

FOTO: ALANA ANDRADE

Atos violentos provocados pelo acirramento na disputa eleitoral para os cargos de prefeito e vereador no Interior do Estado fizeram o Comando Geral da Polícia Militar enviar reforços para, pelo menos, 13 Municípios. Nesses locais, a ´briga´ por votos tem deixado a população inquieta e causado temor até mesmo às autoridades responsáveis pela fiscalização e lisura da campanha eleitoral e do pleito.

Comandante-geral da PM, coronel Werisleik Matias, tem atendido aos pedidos de reforço na segurança feitos pelo TRE e pelos juízes eleitorais.

Até ontem, 12 cidades do Ceará já contavam com reforços da PM. Contudo, pela manhã, a lista aumentou para 13, diante de um suposto atentado à casa da prefeita do Município de Orós (352Km de Fortaleza). Ainda cedo, o comandante-geral da PM, coronel Werisleik Ponte Matias, determinou o deslocamento de patrulhas para aquela cidade.

A lista

Com exclusividade, o Diário do Nordeste obteve a relação dos Municípios que tiveram a segurança reforçada antes mesmo da deflagração oficial da ´Operação Eleições 2012´, já que o clima neles é de temeridade e onde já ocorreram incidentes ligados à disputa na captação de votos.

Além de Orós, também foram deslocadas equipes da PM para as cidades de Pedra Branca, Tururu, Tianguá, Acopiara, Barreira, Hidrolândia, Iracema, Guaraciaba do Norte, Icó, Icapuí, Jaguaruana e Nova Olinda.

Conforme o comandante geral da PM, em cidades de pequeno porte, como Tururu, Barreira e Nova Olinda, o acirramento eleitoral é até mais intenso que em Municípios de médio e grande portes. Em várias dessas cidades, as disputas envolvem famílias com tradição na política local e o antagonismo tem causado inquietação e violência.

O chefe do Estado-Maior da PM e comandante adjunto, coronel Jarbas Araújo dos Santos, explica, por sua vez, que o deslocamento de reforço policial ocorre quando o Comando recebe pedido formal do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou dos próprios juízes das comarcas.

Jarbas adiantou, ainda, que, oficialmente, a ´Operação Eleições 2012´ começará no dia 1º de outubro, se estendendo até o dia 8, após o encerramento das apurações de votos em cada um dos Municípios cearenses. O deslocamento de tropas será acompanhado por oficiais e os efetivos ficarão à disposição dos juízes eleitorais e do próprio TRE.

Efetivo

O comandante-geral informou ainda que a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) está finalizando todo o plano para o Pleito e este será apresentado ao TRE. O número de cidades que receberão reforços será divulgado nos próximos dias. Contudo, nos 13 Municípios citados foi necessária uma antecipação da presença de maior efetivo diante dos atos de violência. Em Icó (375Km de Fortaleza), foi necessária a presença de policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). Naquela cidade, oito pessoas, entre elas, dois policiais militares e um ex-PM foram presas, anteontem, por estarem armadas ilegalmente. Os militares estariam trabalhando de forma clandestina como ´seguranças´ de candidatos. Agora, os PMs da ativa serão processados e poderão até serem demitidos da corporação.

Em Orós (410Km de Fortaleza), a Polícia investiga o suposto atentado à casa da prefeita Maria de Fátima Maciel Bezerra. O imóvel, além do carro da gestora, foram atingidos por tiros disparados por desconhecidos.

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários

Comentários

Mostre mais

Berg Pinheiro

Cearense nascido em Senado Pompeu no Ceará em 1988,foi radialista atualmente editor do Site Ceará Noticia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios